terça-feira, 23 de março de 2010

Há que tornar a escola numa fábrica de leitores




Atendendo a um simpático convite estive num encontro no Kings Club, à Vila Alice, em Luanda, com jovens que amam a literatura e estão ávidos de mais saberem sobre o assunto. A iniciativa foi do movimento LevArte, uma das forças mais visíveis, actualmente, do activismo literário em Luanda. Foi bom conviver com a rapaziada, sobretudo porque senti que estão profundamente comprometidos com a literatura e a cultura angolanas. Bem haja LevArte! Parabéns Kardo Bestilo, Nguimba Ngola, Lueji Dharma e outros responsáveis do LevArte. O vosso esforço em prol da promoção da literatura angolana certamente ficará marcado de modo indelével na História da Literatura Angolana. I. Cori